segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

DICAS DA NOSSA LÍNGUA PORTUGUESA

"Maiores" OU "Mais informações"?
Pois bem, maior, nesse contexto, designa algo que supere outro em grandeza, e não é esse o caso, pois como seria fornecer uma pequena informação? Forma correta: se as informações que você recebeu não foram suficientes, peça mais informações, sempre.
MADRUGADA – É o período do dia que vai da zero hora até o amanhecer. Evite: “Transmitiremos a luta na madrugada de sábado para domingo“. O correto é: “…na madrugada de domingo”.
MAIOR/MAIS – Maior refere-se à intensidade ou tamanho: “O empresário espera maior êxito desta vez”; “Precisamos de maior ajuda”. Mais deve ser usado para palavras ou expressões que indiquem quantidade: “Precisamos de mais detalhes”; “Os dirigentes querem mais recursos”. Assim, o correto é “mais informações”, e não “maiores informações”. Em rádio e televisão, para não confundir mais notícias com más notícias, é preferível usar “outras ou novas notícias”.
MEDÍOCRE – Apresenta sentido pejorativo. Um “desempenho medíocre” não é um “desempenho médio”, e sim um “desempenho ridículo, abaixo da média”.
MEMBRO – É bom evitar. Pode provocar constrangimentos: “Todos os membros se levantaram”; “Os membros da comitiva presidencial estavam muito agitados”. Melhor usar “Os integrantes da comitiva”. Podemos usar membro como adjetivo, quando vier depois de um substantivo: “estado membro, países membros“.
MESMO – Não é sinônimo de igual. Mesmo é “um só”; igual é “outro”. O “mesmo problema” do ano passado é um problema só (= o problema do ano passado ainda não foi resolvido). Um “problema igual” ao do ano passado é um outro problema, com as mesmas características. Exemplo duvidoso: “O Senado vai receber a mesma verba da Câmara dos Deputados (= uma única verba que será dividida entre as duas casas)”. Ou “O Senado vai receber uma verba igual à Câmara dos Deputados (= se forem duas verbas de mesmo valor, uma para cada casa)”.
MILITÂNCIA – É a condição de militante, é a prática, a atuação: “Isto tudo ocorreu durante sua militância no Partido Comunista.” Para designar as pessoas, devemos usar militantes: “Os militantes (e não militância) do partido invadiram o plenário.”
MINIMIZAR – Cuidado. Significa “reduzir ao mínimo”. Palavra perigosa. Apresenta certa carga pejorativa (“fazer parecer menor”): “Precisamos minimizar a crise” (diminuir ou fazer a crise parecer menor?). Evite usar: “A solução para minimizar o impacto das novas dívidas”. Prefira “…para atenuar ou diminuir o impacto das novas dívidas”.
NORMALIZAR – Significa “tornar normal”: “Agora a situação já está normalizada.” É usada também no sentido de normatizar (= criar normas): “É um instituto especializado em normalização técnica.”
Obs.: “A situação se normaliza” (e não “a situação normaliza“).
NORMATIZAR – É um neologismo já registrado em nossos dicionários. Significa “criar normas”: “Em sua empresa tudo está sendo normatizado”.

Teste da semana

Que opção completa corretamente as lacunas da frase “Entreguei a carta ___________ homem _______ que você se referiu ______ tempos”?

(a) aquele / à / à;
(b) àquele / à / há;
(c) aquele / a / a;
(d) àquele / à / à;
(e) àquele / a / há.

Resposta do teste: letra (e). Quem entrega sempre entrega alguma coisa (objeto direto = a carta) “a” alguém (objeto indireto = àquele homem). Antes do pronome relativo “que” só encontramos a preposição “a” exigida pelo verbo “referir-se”. E na expressão “há tempos”, devemos usar o verbo “haver” por tratar-se de tempo decorrido (há tempos = faz tempos).
Prof. Sérgio Nogueira
http://g1.globo.com/platb/portugues/2008/04/16/falsos-sinonimos-5%C2%AA-parte/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fazendo Letras

Este espaço virtual conta com a contribução de professores e acadêmicos do Curso de Letras da FSLF. Contudo, dispostos a prestar um bom serviço para toda a comunidade ligada ao nosso curso, acolheremos as contribuições externas como muito boas vindas. Enviem suas matérias, divulguem seus projetos, trabalhos, pesquisas, análises e comentários sobre obras literárias, informações sobre estágios e concursos e tudo que possa ser compartilhado entre acadêmicos e profissionais do Curso de Letras. Aguardamos material. Um abraço.

Cadastre seu e-mail para receber informações

Sobre os Direitos Autorais

Em obediência à Lei 9.610/98 (Lei de Direitos Autorais), qualquer informação deste BLOG poderá ser reproduzida desde que citada a fonte. Quem assim não o fizer, poderá ser penalizado de acordo com o artigo 184 do CÓDIGO DE PROCESSO PENAL em vigência.